Presentation Open Access

Vestígio e tradução na experiência adotiva

José César Coimbra

Os testemunhos de adultos adotados sobre a busca de informações de seu passado são frequentes em outros países. O que eles significam e por que se apresentam usualmente revestidos de uma dimensão vital, descrevendo a urgência da procura de um tempo do qual, por vezes, não há mais do que raras reminiscências? Parte-se do livro de Christina Rickardsson relacionando-o às narrativas de Kiko Goifman e Sophie Brédier a fim de se realizar a investigação. Analisa-se a denominada ‘busca das origens’, com base em bibliografia das ciências humanas e sociais. Evidencia-se a possibilidade de reconfiguração do parentesco propiciado pela adoção, destacando-se os processos de identificação e o papel da memória, a relação entre família natural e substituta. Os testemunhos descrevem experiências de tradução na qual vestígios mostram-se impossíveis de serem assimilados à família adotiva, expressando a divisão subjetiva do adotado e exigindo dele a reinvenção de si. Referências: http://bit.ly/2mzOJYN 

Apresentação realizada no VII Congresso Nacional de Direito, Psicanálise e Direito, 2018 - http://www.conpdl.com.br/ Referências: http://bit.ly/2mzOJYN
Files (1.4 MB)
Name Size
Vestígio e tradução na experiência adotiva2_P.pdf
md5:7516e64d24062cb074ed1f2381638079
1.4 MB Download
99
42
views
downloads
All versions This version
Views 9999
Downloads 4242
Data volume 57.7 MB57.7 MB
Unique views 8989
Unique downloads 3434

Share

Cite as