Journal article Open Access

A Sobrevivência da Prostituição ante a Diabolização Social

Ekulica, Tarcísio Memória

O presente texto analisa a condição histórica desigual da mulher em relação ao homem com as construções sociais de “mulher prostituta e mulher dona de casa” (Nicke, 1992), antes da era de Cristo mas contestadas hoje, sobretudo, pelo feminismo que pretende que mulheres e homens tenham os mesmos direitos e deveres em iguais circunstâncias. Por isso, por meio da observação e consulta bibliográfica rigorosa, procuramos buscar o que justifica a actual presença da prostituição e a sua concorrência nas opções de empregabilidade formal através do sistema regulamentarista do feminismo contemporâneo.

Files (557.7 kB)
Name Size
V2_N1_10_(186-207).pdf
md5:1be3dca3a21d2aeccfb868cbdf73f6aa
557.7 kB Download
24
10
views
downloads
All versions This version
Views 2424
Downloads 1010
Data volume 5.6 MB5.6 MB
Unique views 1919
Unique downloads 77

Share

Cite as