Journal article Open Access

HORÁRIOS PREFERENCIAIS DAS CHUVAS NA REGIÃO DE PELOTAS, CAPÃO DO LEÃO, RIO GRANDE E SANTA VITÓRIA DO PALMAR, RS-BRASIL: UM ESTUDO NO DOMÍNIO DA FREQUÊNCIA E DA PROBABILIDADE

DIAS, Christian Rosa; LEAL, Helen Bastos; CARDOSO, Daniel Souza; BAPTISTA DA SILVA, João; URRUTH, Bolivar De Jesus; RIBEIRO, Júlio César Bento; BECK, Vinicius Carvalho; SOUZA, Vitória Gonçalves


Dublin Core Export

<?xml version='1.0' encoding='utf-8'?>
<oai_dc:dc xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/" xmlns:oai_dc="http://www.openarchives.org/OAI/2.0/oai_dc/" xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/XMLSchema-instance" xsi:schemaLocation="http://www.openarchives.org/OAI/2.0/oai_dc/ http://www.openarchives.org/OAI/2.0/oai_dc.xsd">
  <dc:creator>DIAS, Christian Rosa</dc:creator>
  <dc:creator>LEAL, Helen Bastos</dc:creator>
  <dc:creator>CARDOSO, Daniel Souza</dc:creator>
  <dc:creator>BAPTISTA DA SILVA, João</dc:creator>
  <dc:creator>URRUTH, Bolivar De Jesus</dc:creator>
  <dc:creator>RIBEIRO, Júlio César Bento</dc:creator>
  <dc:creator>BECK, Vinicius Carvalho</dc:creator>
  <dc:creator>SOUZA, Vitória Gonçalves</dc:creator>
  <dc:date>2019-04-01</dc:date>
  <dc:description>No Rio Grande do Sul, em especial na região de Pelotas, Capão do Leão, Rio Grande e Santa Vitória do Palmar, devido ser uma região de transição de sistemas meteorológicos, como frentes quentes e frias, o regime de chuva horárias embora estimável é de dificil previsão quando comparado com regiões a exemplo de Belém do Pará onde há destaques horários das chuvas, são bem conhecidos [9]. Os estudos de probabilidade e frequência contribuem nas tomadas de decisões e no planejamento das atividades agrícolas, visando prevenir danos e prejuízos às lavouras em decorrência dos altos índices pluviométricos. Reconhecendo o potencial da região que compreende Pelotas, Capão do Leão, Rio Grande e Santa Vitória do Palmar e as consequências do aumento do volume de chuva, realizou-se um estudo do regime de chuvas horárias para Pelotas e Capão do Leão, onde os resultados podem ser estendidos para as cidades de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar, sem a mesma precisão. Analisou-se uma série histórica de 32 anos de dados, buscando verificar a probabilidade e frequência de chuvas horárias, contribuindo para o planejamento de atividades rurais e urbanas em decorrência dos volumes de chuvas  horárias. Verificou-se os destaques horários mensais, onde se constatou que o horário com maior chance encontrada foi às 7h, entorno de 9,7% em julho, mês que compõe a estação do ano mais chuvosa dessa região. Durante todos os meses, o período da tarde mostra ser o menos conveniente para a realização das atividades agrícolas, onde se destacam as probabilidades de chover.</dc:description>
  <dc:identifier>https://zenodo.org/record/2620328</dc:identifier>
  <dc:identifier>10.5281/zenodo.2620328</dc:identifier>
  <dc:identifier>oai:zenodo.org:2620328</dc:identifier>
  <dc:relation>doi:10.5281/zenodo.2620327</dc:relation>
  <dc:relation>url:https://zenodo.org/communities/0622</dc:relation>
  <dc:rights>info:eu-repo/semantics/openAccess</dc:rights>
  <dc:rights>https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode</dc:rights>
  <dc:subject>Análise de Probabilidade, Chuvas Horárias, Frequência de Chuvas Horárias</dc:subject>
  <dc:title>HORÁRIOS PREFERENCIAIS DAS CHUVAS NA REGIÃO DE PELOTAS, CAPÃO DO LEÃO, RIO GRANDE E SANTA VITÓRIA DO PALMAR, RS-BRASIL: UM ESTUDO NO DOMÍNIO DA FREQUÊNCIA E DA PROBABILIDADE</dc:title>
  <dc:type>info:eu-repo/semantics/article</dc:type>
  <dc:type>publication-article</dc:type>
</oai_dc:dc>
47
30
views
downloads
All versions This version
Views 4747
Downloads 3030
Data volume 41.0 MB41.0 MB
Unique views 4242
Unique downloads 2727

Share

Cite as