Journal article Open Access

HORÁRIOS PREFERENCIAIS DAS CHUVAS NA REGIÃO DE PELOTAS, CAPÃO DO LEÃO, RIO GRANDE E SANTA VITÓRIA DO PALMAR, RS-BRASIL: UM ESTUDO NO DOMÍNIO DA FREQUÊNCIA E DA PROBABILIDADE

DIAS, Christian Rosa; LEAL, Helen Bastos; CARDOSO, Daniel Souza; BAPTISTA DA SILVA, João; URRUTH, Bolivar De Jesus; RIBEIRO, Júlio César Bento; BECK, Vinicius Carvalho; SOUZA, Vitória Gonçalves


Citation Style Language JSON Export

{
  "publisher": "Zenodo", 
  "DOI": "10.5281/zenodo.2620328", 
  "author": [
    {
      "family": "DIAS, Christian Rosa"
    }, 
    {
      "family": "LEAL, Helen Bastos"
    }, 
    {
      "family": "CARDOSO, Daniel Souza"
    }, 
    {
      "family": "BAPTISTA DA SILVA, Jo\u00e3o"
    }, 
    {
      "family": "URRUTH, Bolivar De Jesus"
    }, 
    {
      "family": "RIBEIRO, J\u00falio C\u00e9sar Bento"
    }, 
    {
      "family": "BECK, Vinicius Carvalho"
    }, 
    {
      "family": "SOUZA, Vit\u00f3ria Gon\u00e7alves"
    }
  ], 
  "issued": {
    "date-parts": [
      [
        2019, 
        4, 
        1
      ]
    ]
  }, 
  "abstract": "<p>No Rio Grande do Sul, em especial na regi&atilde;o de Pelotas, Cap&atilde;o do Le&atilde;o, Rio Grande e Santa Vit&oacute;ria do Palmar, devido ser uma regi&atilde;o de transi&ccedil;&atilde;o de sistemas meteorol&oacute;gicos, como frentes quentes e frias, o regime de chuva hor&aacute;rias embora estim&aacute;vel &eacute; de dificil previs&atilde;o quando comparado com regi&otilde;es a exemplo de Bel&eacute;m do Par&aacute; onde h&aacute; destaques hor&aacute;rios das chuvas, s&atilde;o bem conhecidos [9]. Os estudos de probabilidade e frequ&ecirc;ncia contribuem nas tomadas de decis&otilde;es e no planejamento das atividades agr&iacute;colas, visando prevenir danos e preju&iacute;zos &agrave;s lavouras em decorr&ecirc;ncia dos altos &iacute;ndices pluviom&eacute;tricos. Reconhecendo o potencial da regi&atilde;o que compreende Pelotas, Cap&atilde;o do Le&atilde;o, Rio Grande e Santa Vit&oacute;ria do Palmar e as consequ&ecirc;ncias do aumento do volume de chuva, realizou-se um estudo do regime de chuvas hor&aacute;rias para Pelotas e Cap&atilde;o do Le&atilde;o, onde os resultados podem ser estendidos para as cidades de Rio Grande e Santa Vit&oacute;ria do Palmar, sem a mesma precis&atilde;o. Analisou-se uma s&eacute;rie hist&oacute;rica de 32 anos de dados, buscando verificar a probabilidade e frequ&ecirc;ncia de chuvas hor&aacute;rias, contribuindo para o planejamento de atividades rurais e urbanas em decorr&ecirc;ncia dos volumes de chuvas&nbsp; hor&aacute;rias. Verificou-se os destaques hor&aacute;rios mensais, onde se constatou que o hor&aacute;rio com maior chance encontrada foi &agrave;s 7h, entorno de 9,7% em julho, m&ecirc;s que comp&otilde;e a esta&ccedil;&atilde;o do ano mais chuvosa dessa regi&atilde;o. Durante todos os meses, o per&iacute;odo da tarde mostra ser o menos conveniente para a realiza&ccedil;&atilde;o das atividades agr&iacute;colas, onde se destacam as probabilidades de chover.</p>", 
  "title": "HOR\u00c1RIOS PREFERENCIAIS DAS CHUVAS NA REGI\u00c3O DE PELOTAS, CAP\u00c3O DO LE\u00c3O, RIO GRANDE E SANTA VIT\u00d3RIA DO PALMAR, RS-BRASIL: UM ESTUDO NO DOM\u00cdNIO DA FREQU\u00caNCIA E DA PROBABILIDADE", 
  "type": "article-journal", 
  "id": "2620328"
}
47
30
views
downloads
All versions This version
Views 4747
Downloads 3030
Data volume 41.0 MB41.0 MB
Unique views 4242
Unique downloads 2727

Share

Cite as